quinta-feira, 28 de junho de 2012

Matéria x Energia



O conceito de matéria é milagroso se formos pensar na estrutura química de um átomo, afinal de contas, a matéria nada mais é do que a reunião de moléculas, que por sua vez, são formadas de átomos. Estes átomos são basicamente constituídos por espaços vazios, então o que é compreendido como matéria, nada mais é do que um grande espaço vazio.

Para deixar o exemplo um pouco mais preciso, encontrei uma ótima comparação: “Se o núcleo de um átomo fosse do tamanho de um limão com um raio de 3 cm, os elétrons mais afastados estariam cerca de 3 km de distância.” O núcleo constitui a parte mais maciça de um átomo, o resto, como pode ser observado, é composto por grandes espaços vazios. Os elétrons por sua vez, movimentam-se ao redor do núcleo apresentando um potencial de instabilidade que permite que “saiam e entrem” de suas órbitas, compartilhando energia com seus “vizinhos”.

Percebe-se então que a matéria não passa de grandes espaços vazios, repletos de elétrons, que nada mais são do que partículas energéticas em constante movimento. Esse conceito é o mesmo para formar tudo que conhecemos como palpável e até não palpável como o ar. Pensando desta forma é fácil entender que a vida não passa de um aglomerado energético e a sua manutenção depende da forma como lidamos com esta energia.

Pode-se notar todo tipo de energia na terra. Desde as mais pacíficas como a água de um lago até as mais fortes como as águas que caem de uma cachoeira ou que são transformadas em eletricidade em barragens de hidrelétricas. Como ignorar a força energética que permeia o universo quando ela é a propulsora da vida e do desenvolvimento na terra?

Incrivelmente muita gente, acende uma luz em casa todos os dias e ignora completamente o fato de que a energia que move o mundo é a mesma que gera a vida. O corpo humano é constituído basicamente de energia, que se alimenta de tudo que faz com que seus átomos combinem-se na forma de moléculas, movimentem-se e interajam-se.

Tudo que comemos, pensamos, bebemos e fazemos fará nossas moléculas propagarem energia na forma de ondas eletromagnéticas. Alimentar o corpo, a mente e o espírito é definir a forma como desejamos movimentar essas partículas. Esses movimentos se manifestam na forma de vida.

O que é um câncer? A formação e multiplicação desordenada de células que chegam a perder características dos tecidos que as constituem, tornando-se “espécies” absolutamente caóticas e indefinidas. A formação desse tipo de célula nada mais é do que o reflexo do movimento energético de determinado corpo afetado por pensamentos, comportamentos, estresse e combustíveis sem harmonia, que se chocam de forma desordenada pelo corpo, fazendo-o perder a sua homeostase.

Infelizmente não temos como controlar o ar que respiramos e esse é o combustível MOR do corpo, afinal respiramos infinitamente mais do que comemos ou bebemos. Mesmo assim, é possível tentar buscar uma melhor qualidade de ar estando próximos da natureza, respirando mais ar fresco ao invés de monóxido de carbono ou ar condicionado, por exemplo.

A mente, por sua fez, se alimenta de pensamentos, que pode ser também controlado. É opção de cada indivíduo escolher uma predominância de boas ideias e estado de espírito, como gosto de ilustrar com o título do blog, beijando o padeiro. Claro que o ser humano não é monofásico e não vive só de coisas boas, entretanto, pode tentar controlar o impacto e prevalência que permitirá com que a energia negativa se manifeste em sua vida.

A alimentação e ingestão de líquidos, entretanto é de total escolha do homem. Claro que nos dias de hoje, poucos são os privilegiados que podem se dar ao luxo de viver daquilo que plantam e colhem, interagindo com todo o ciclo da vida. Mesmo assim, pode-se escolher a procedência do que se come, a forma de manusear um alimento e também de mesclá-lo, formando combinações alquímicas que podem funcionar como bálsamos ou como bombas!

E então, você quer explodir o seu corpo ou tratá-lo com amor e carinho?

2 comentários:

  1. Adorei seu post, Camila! Você escreve muito bem e estou vendo que há muito conteúdo importante aqui! Obrigada por compartilhar! Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise!!

      Bem vinda ao blog... Grata pela visita, um prazer lhe ter por aqui. Apareça sempre!!!

      Beijos!!

      Excluir