quinta-feira, 4 de outubro de 2012

A prática é o critério da verdade

Esta semana estou participando do Congresso de Saúde e Meio Ambiente promovido pela UNA. Excelentes temas e palestrantes, mas a teoria está incompatível com a prática... 

Hoje não resisti em fotografar o lanche oferecido aos participantes, após uma palestra sobre Novas Tecnologias no Tratamento Oncológico. 

Estranho, hein? Escutar falar em câncer durante horas e logo em seguida comer um pastel recheado com presunto; massa branca, com ovos de granja e sal refinado e ainda com um toque de maionese e ketchup. Para finalizar um refrigerante... Não é a primeira vez que me indigno com isso, já falei sobre Coffee Breaks em eventos da área de saúde antes...

Me pergunto se só eu percebo essas coisas? O que se passa pela cabeça de alguém que organiza um evento desses? Melhor oferecer somente água a oferecer um lanche desses... UMA VERGONHA!!!


3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Dia mundial do animal, contribua e concorra a um
    Pet-retrato!
    http://confabular.tumblr.com

    ResponderExcluir
  3. The Goat Strikes Again5 de outubro de 2012 09:17

    Isso é o exemplo típico da mentalidade dualista que se encontra na base dos grandes problemas atuais. Os antigos chineses diziam: corpo e terra são uma coisa só. Nós somos alimentos transformados, e é alimento o nosso input geral, ou seja, tudo o que entra por nossas "cinco bocas", embora aquela com língua e dentes seja a única sobre a qual temos mais amplo controle.

    Essa mentalidade dualista é a responsável pelo fato de nossos ecologistas não terem-se dado conta ainda que existe ecologia interna e ecologia externa, e que as duas existem de mãos dadas: o desprezo pela ecologia interna é a impossibilidade da ecologia externa. Agindo assim, é como se dissessem: façam o que digo, não façam o que faço. Gente com essa mentalidade ainda não percebeu que o indivíduo É a sociedade! Que discurso dissociado da pratica pessoal não é apenas inútil: na maior parte das vezes é, também, perigoso.

    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir