quarta-feira, 21 de novembro de 2012

TAI-KYO: EDUCAÇÃO EMBRIONÁRIA

Ótimo texto publicado na página da Ecobras. Boa leitura!























Imagem retirada do Google Imagens

"A gravidez é o tempo quando a constituição básica da criança é formada e é esta constituição que vai determinar primeiramente o tipo de vida que a criança apresentará. Se uma mulher grávida for bem cuidadosa com relação a sua saúde e ALIMENTAÇÃO durante a gravidez e colocar todo o seu amor e energia para criar um bebe saudável, ela então não terá que se preocupar tanto com a saúde da criança quando ela crescer.

Como resultado deste cuidado será muito mais fácil para a criança crescer naturalmente e se desenvolver com menos interferências artificiais. A chave da saúde e felicidade de toda a família está em dar a nossas crianças a NUTRIÇÃO e ambiente próprio durante a sua vida no útero.
Durante a gravidez os sentimentos de felicidade, calma e tranquilidade têm uma influência positiva e definitiva no desenvolvimento da criança.

Nossos pensamentos e emoções geram vibrações no cérebro que ultrapassam além do canal principal para o centro de energia abdominal localizado no fundo no útero onde o bebe é nutrido. Portanto, a qualidade de nossos pensamentos e emoções durante a gravidez tem uma influencia direta no caráter da criança.

No Oriente a prática tradicional de Tai-Kyo ou educação embrionária era a base deste relacionamento. Esta prática reflete a compreensão de que a educação de um bebe começa na concepção e continua por toda a gravidez. A educação recebida no útero era na época considerada mais importante do que a recebida após o nascimento.

Além disso, acreditava-se que uma mãe preguiçosa, lamurienta ou com temperamento curto poderia dar nascimento a crianças que manifestariam tais características mais tarde. As mulheres eram então encorajadas a permanecer calmas e tranquilas por toda a gravidez em ordem de produzir crianças com características similares.

Em épocas tradicionais assim que uma mulher tomava consciência de que estava grávida ela imediatamente começava a fazer com que o seu ambiente de casa se tornasse bonito e harmonioso. Ela removia qualquer objeto que fosse triste ou desagradável e o substituía com temas artísticos ou religiosos ou cenas bonitas de natureza. Muitas mulheres liam ou escreviam poemas e estudavam clássicos espirituais e filosóficos e praticavam meditação, cânticos ou orações durante a gravidez.

Ao mesmo tempo elas evitavam cuidadosamente atividades e experiências violentas, caóticos e deprimentes dando preferência a atividades mais naturais, tranqüilas e harmoniosas.
Embora o mundo moderno seja muito diferente do tradicional é ainda de vital importância que uma mulher deva manter uma vida tranqüila, ordenada e uma alimentação de qualidade saudável enquanto ela está grávida e após a gravidez.

O marido deve cooperar ativamente para tornar a experiência da gravidez mais tranquila e natural possível porque ele atua e interfere fortemente nos pensamentos e emoções de sua parceira." Aveline Kushi


Nenhum comentário:

Postar um comentário