segunda-feira, 10 de junho de 2013

Antes de namorar alguém, aprenda a se namorar!

Genial esse texto publicado no blog: Smile, wait.

Me fez lembrar meus tempos de solteira... Como soube aproveita-los! Lembro que muitas pessoas viviam dizendo que só ia conseguir encontrar um entregador de pizzas ou carteiro para namorar e ficavam inconformadas pois eu não me motivava para ir para as baladas da moda... Fazia programas diurnos, praticava esportes, passava noites e finais de semana estudando/trabalhando, ia para lugares pacatos (principalmente para a casa das amigas) na intenção de bater bons papos... Tinha certeza que me divertia muito mais sendo eu mesma do que tentando me enquadrar a um padrão de vida de solteira... Mas isso parecia incomodar muita gente. 

Para aquelas que se identificam com tudo isso, o que vou falar agora não é lugar comum, é fato! As coisas realmente acontecem quando devem... Comigo foi sempre assim, sem afobação, ansiedade... Vivendo a minha vida, beijando o padeiro e aproveitando os momentos: inclusive a delicia das épocas em que sabia que podia dedicar 100% do meu tempo a mim mesma. É bom curtir esse egoísmo de vez em quando...

Um feliz dia dos namorados a todos, que namoram com alguém ou com si mesmos!!!

Imagem retirada do texto transcrito abaixo

Solteira sim, e daí?!?

"Chegou a semana mais complexa e esperada do ano. Muito feliz para algumas mulheres e ao mesmo tempo, tenebrosa para várias outras. A semana do Dia dos Namorados. Não importa se você tem um namorado boçal ou um legalzão. Nessa semana se fica feliz por osmose se de fato se tem um namorado. E as que não têm, por mais que neguem, por mais bem resolvidas que sejam, acabam ficando tristinhas, ou no mínimo incomodadas.
Eu já passei pelos dois casos, e nesse ano me encaixo no segundo grupo. Das sem namorado (1 minuto de silêncio). Meu namoro acabou no começo do ano e desde então estou nesse cluster de solteiras que é praticamente uma doença na nossa sociedade. É impressionante como somos cobradas por isso. Sei lá, parece que se você não namora, você não é boa o suficiente, não ganha créditos. Parece que as pessoas tem dó. Alguém vem conversar com você, daí você diz que tem trabalhado muito, foi promovida, viajou pra um lugar incrível e tudo mais. Aí vem a fatídica pergunta “E os namorados?”. E você pensa “Ah sei lá, só tem viado” ou “Ah, no momento prefiro ficar sozinha do que andar desfilando com um idiota só pelo título”, mas você responde “Ah, to tranquila, não estou com ninguém agora”. Pronto, automaticamente é formada aquela cara de dó, de coitadinha, de que você está com uma doença terminal. Basicamente tudo o que você falou antes foi invalidado e agora o foco é como uma pessoa tão sensacional como você pode estar sozinha.
Algumas pessoas já bolam planos imediatamente. Do tipo, “Tá sozinha? Jura? Tenho uma pessoa ótima pra te apresentar.” Nossa, mas me conta mais sobre essa pessoa interessantíssima que eu não tenho a menor vontade de conhecer. As pessoas acham que tem alguém pra apresentar porque temos muito em comum com o fato de estarmos ambos solteiros! Isso deve dizer muito sobre nós, afinal. Não perguntam que tipo de pessoa você gosta, quais seus interesses, hobbies, planos. Basta estarem solteiros que vocês foram feitos um pro outro. Alma gêmea. Ou então vem com aquela “Você podia namorar com meu filho, ele é bom partido, legal e bonito”. Bom querida, se você que é mãe, não achar isso né? Fica complicado. Ou vem aquelas pessoas que automaticamente te tornam numa adolescente mongol “Ah, mas é gostoso se jogar na balada né? Ficar bêbada, quebrar tudo, não se apegar a nada, estar com as amiguinhas.” Só falta fazer voz de criança pra você de fato parecer uma completa débil mental. E tem também os inconformados “Mas como você com quase 30, linda, trabalhadora, simpática pode estar solteira?”. Bom, você parece minha avó falando, mas se você que é tão retardada namora, algo de bom está guardado pra mim. Amém.
Gente, tudo bem não estar namorando. Confia em mim. Não é uma doença. A gente namora, termina, volta, fica um tempo sozinha, é natural. Não me veja como uma pessoa triste e doente. Não tenha dó, porque isso não é digno de se ter esse sentimento. Pelo contrário, estou feliz, bem resolvida, fazendo um monte de coisas legais, conhecendo gente bacana (e outras nem tanto). E outra, tem tanta gente que namora só para contar para os outros… Só porque é bonito ou para divulgar o amor nas redes sociais. Tem tanto casal que nem se encosta e se mata quando estão sozinhos e na frente dos outros são o casal exemplo. Tem cara que não comparece, tem mulher que trai, tem casal por aparência, tem casal arranjado, e tem os mega felizes e apaixonados também. Tem muita falsidade nesse mundo, mas tem muito relacionamento de verdade. Tem muito amor. Tem de tudo, gente.
Eu não sou nenhuma líder de grupo feminista, não sou contra homens, longe disso. Também não pretendo ficar sozinha nem ser tia solteirona. Eu adoro namorar e sou muito dedicada quando estou realmente apaixonada. Mas o fato de não estar com ninguém não me faz uma pessoa sozinha ou menos especial. É uma escolha e que tem um prazo para se acabar. No momento em que eu (e somente eu!) achar que vale a pena. E de fato, ele pode estar em qualquer lugar e onde menos se espera.
Então o que eu realmente espero, é que todas as pessoas (todas mesmo, sem exceção), aproveitem esse dia dos namorados da melhor maneira possível. Com seus namorados ou maridos, com as amigas na balada, em casa, de pijama assistindo Diário de uma paixão e enfiando a cara no pote de Haggen Daz. Não importa. Mas que as pessoas tenham consciência de que aquilo é uma escolha, para o momento e não é decisivo. E que há um monte de gente legal por aí e o mundo não vai acabar se você não estiver acompanhada nesse dia dos namorados. Viva mais a vida por você e menos pelos outros. A felicidade é você quem faz. E é um estado de espírito e não um status do facebook."

5 comentários:

  1. Isso mesmo amiga ;-) Estarei do outro lado do oceano enfiada no pote de Haagen Danz como vc e lendo pro mestrado, mas feliz! Coitado de quem acha q estar solteira é sinônimo de infelicidade. Beijos

    ResponderExcluir
  2. É exatamente isso, Mila. Concordo com vc, e o primeiro parágrafo me descreve também... Ultimamente eu estou bem caseira curtindo a minha companhia, e, sem dúvidas, não há nada melhor nesse momento. Poder dedicar um tempo pra mim, cuidar da minha saúde, dos meus estudos... Estou tão apaixonada por mim!!! Hahahaha. Vc está certíssima, tudo tem seu tempo certo para quem sabe esperar e faz por onde!! É isso aí!!! Vc é um exemplo vivo e merece o grande amor e companheiro que encontrou. Beijo

    ResponderExcluir
  3. E pq vc anda com aliança de noiva ???

    ResponderExcluir
  4. Não interprete como uma pergunta grosseira, longe disso, eu pergunto pq te conhecí recentemente, gostei de vc (não muito difícil) e quando fui conferir suas mãos, ví a aliança e pensei... Claro, ela é noiva. Me contive, não alimentei o papo. Lí esse texto e não me contive...

    ResponderExcluir
  5. Toimmm...! acho que escreví besteira... esqueça tudo que escreví... desculpe.

    ResponderExcluir