sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Dermatite do bebê

Depois que virei mãe tive que tomar umas aulas no tema: dermatite!

Logo que Gui nasceu, teve dermatite seborreica. A pele e o couro cabeludo descamaram  completamente como se tivesse coberto de caspa. Soube que era comum e fisiológico, regulação das glândulas sebáceas. Usei Fisiogel e em pouco tempo ficou bom.


Na sequência, a dermatite seborreica deu lugar a uma outra dermatite, cujas características não davam para diagnosticar como atópica (alérgica) ou não. Essa dermatite consistia em placas vermelhas e ásperas pelo corpo, mas não estavam localizadas nos pontos clássicos da dermatite atópica. Segui com o uso de Fisiogel para hidratar a sua pele. Além disso dava apenas um banho por dia, com água morna (quase fria) e bem rápido.


Quando estava com uns 2 meses surgiu uma nova dermatite: de fralda. Nessa época não usava nenhum tipo de pomada, pois a indicação das fraldas de pano é que não requerem uso de pomadas.

Esse foi o pior dia: do Bepantol


Essas duas fotos mostram mais ou menos como ficou por dois meses. As vezes mais claro, às vezes mais escuro... Usei fralda descartável por 15 dias nesse período, pois coincidiu com a vacina de rotavírus (precisa descartar todas as fraldas de coco por 15 dias) e não vi melhora entre o uso de fralda de pano ou descartável.

Entretanto, com a vermelhidão que surgiu na região da fralda (não era assadura e não era nas dobras) comecei a usar pomadas. Qual a minha surpresa ao começar a testar marcas? Meu filho era alérgico ao componente da maior parte das pomadas: óxido de zinco. Mais alérgico ainda ao componente da famosa Bepantol. A dermatite só piorava com as pomadas e após um mês de testes, depois de ter experimentado 11 produtos diferentes, finalmente descobri um que deu certo: Cetrilan!!!

A título de curiosidade para quem estiver passando pelo mesmo problema, testei: Desitin azul, Desitin roxa, Cutisanol, Bepantol, Weleda, Óleo de Gergelim, Óleo Mineral, Fisiogel A.I., Fisiogel, Pasta d'Água, Maisena... 

Aliado ao uso de Cetrilan, passei a dar banho de sol nele peladão todos os dias, pois li na internet que sol era um santo remédio para dermatite. Funcionou! Padeci com a dermatite de fralda e dermatite pelo corpo enquanto o bebê tinha de 2 a 4 meses.

No dia que fez 5 meses me senti segura para parar de usar o Fisiogel (já tinha um mês que não tinha nenhuma mancha pela pele). Já o Cetrilan, comprei um estoque tão grande que vai demorar de acabar, risos!

Esse processo coincidiu com a fase do aleitamento exclusivo e juntamente com o tratamento tópico fiz uma mega dieta para alcalinizar meu leite. 

Nesse ínterim (quando ele tinha 3 meses) mudamos para BH e acho que a mudança do clima quente e úmido pro clima frio e seco também favoreceu. Enfim, não sei se foi o clima de BH, o sol, o Fisiogel, o Cetrilan, a dieta ou a combinação de tudo isso. O fato é que dermatite faz parte do passado há 4 meses e é muito bom ver a pele do meu bebê branquinha, sem manchas e nem ressecamentos.

Entretanto, uma coisa é certa, o ponto fraco dele é a pele. Sim, herdou as alergias da mãe e do pai, especialmente a ácaros e por isso estamos sempre atentos.

Um dos quadros de empolgação por contato com ácaros... Banho frio e ar condicionado costumam ser suficientes para resolver.

Certa feita, ao chegarmos no hotel em Rondonopolis, ficou brincando no sofá do quarto com o pai por 5 minutos e foi o suficiente para ficar todo vermelho, olhos inchados... Enfiei-o debaixo d'água imediatamente e aos poucos foi clareando (esta é sempre a providência que tomo nesses casos: banho frio e observação). Pedi para aspirarem o quarto diariamente e tirarem todas as almofadas e tapetes do quarto e nos 15 dias que passamos lá ele não chegou perto do sofá. 

Em outras ocasiões já apresentou vermelhidão após contato com moveis e objetos. Esses episódios estão cada vez menos frequentes e torço para que seja um sinal de amadurecimento do sistema imunológico, pois com o fator genético e sabendo que pele e pulmão estão intimamente ligados, morro de medo destas dermatites evoluírem para uma alergia respiratória. 

Enquanto isso sigo atenta, bem atenta!  

Um comentário:

  1. Como está seu filho atualmente? Você chegou a usar algum corticoide? Minha bebê de 4 meses desde o primeiro mês de idade lido com dermatites dela.

    ResponderExcluir