quinta-feira, 11 de março de 2010

Terceirização de Sonhos


Terceirizar um sonho, como o próprio nome diz, é atribuir a outra pessoa a realização de um desejo pessoal. Na linguagem arquitetônica lido diariamente com isso, uma vez que o arquiteto nada mais é do que um profissional que apreende idéias abstratas, colocando-as no papel, atribuindo a elas forma e cor.



Trabalhar com a realização de sonhos é uma árdua tarefa, pois, quando não se consegue realizar plenamente o sonho de alguém, está se tirando aquilo de mais puro e forte que uma pessoa pode ter: quem não tem um sonho, não tem nada!



O que venho agora questionar é a terceirização de sonhos e a forte pressão causada pelos sonhos coletivos nos inconscientes pessoais. Falando de minha própria experiência em termos de arquitetura, vejo quantas pessoas sonham com aquilo que a sociedade impõe como realização pessoal: a casa própria.



O sonho da casa própria mesclado com os impulsos capitalistas faz com que muita gente sonhe com a casa linda de um personagem de novela ou um ambiente maravilhoso visto em uma revista... A primeira porrada chega quando o cliente descobre o valor deste sonho. Mesmo assim, alguns trabalham incessantemente para realizá-lo, como se através de um sofá milionário fossem conseguir obter felicidade e ao sentarem no sofá, percebem que não é o sofá e sim a mesa de centro e assim por diante...



Vejo o sonho da casa própria como algo sem limites, pois as pessoas sempre almejam por mais, cada um em sua realidade. Até que ponto este é um sonho pessoal ou uma simples imposição da sociedade que se mistura indistinguivelmente na cabeça das pessoas?



O fenômeno se repete com inúmeras interferências, tanto na esfera capitalista, com sonhos materiais, como em esferas mais psíquicas através das projeções. Estamos cercados de pessoas que sonham com o melhor para a gente, sendo que a definição do melhor para elas não necessariamente é o melhor para nós, porém a distinção desses valores pode levar muito tempo, até mesmo uma vida e enquanto isso se corre o risco de viver sonhos terceirizados...

5 comentários:

  1. Oi Cami!! Amei ver o seu blog! Nao consegui ler muito, mas gostei do que li!! Já vou te seguir!
    Beijos!
    Luana Arnhold

    ResponderExcluir
  2. Oi Lua!! Obrigada pelo incentivo!! Está em SP ou em ssa?? Como anda a gastronomia e a vida natureba?? Nunca mais conversamos... Quando vem aqui?? Bjsss

    ResponderExcluir
  3. amiga!!! nao conhecia seu lado escritora, achei fantastico, muita sensibilidade em belas palavras! vou ler um pouquinho de cada vez :)
    bjaaaooooo

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Pois é Carol!! Esses dias tava vendo nossas fotos de Fallera, bateu uma saudade!! Como você está?? Pois é, eu sempre inclinada para as artes, sejam elas gráficas, gastronômicas (essa você pôde comprovar) ou escritas!! Obrigada pelo incentivo nessa minha brincadeirinha de ser blogueira!! Beijão e mande notícias!!

    ResponderExcluir